Artigos Café Brasil
O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

Quem faz nossa cabeça
Quem faz nossa cabeça
Isca intelectual de Luciano Pires. Imagino uma criança ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
Hoje converso com Alex Bezerra de Menezes, que é Clark ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

O lado negro de fazer networking
Raiam Santos
Esses dias, eu tava assistindo uma entrevista entre o Brian Johnson do site Philosopher’s Notes e o Cal Newport. Cal Newport é um PhD pica das galáxias formado no MIT que hoje dá aula de ...

Ver mais

Assuma o Brasil de vez
Adalberto Piotto
Olhar Brasileiro
Isca intelectual de Adalberto Piotto, No Brasil, tem coisas que só acontecem no Brasil.

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

O coração da empresa
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se fôssemos bons em tudo não necessitaríamos trabalhar em equipe.” (Gisela Kassoy)   É comum qualificarmos as empresas como “organismos vivos”. E, sob esta ótica, comparar seu funcionamento ...

Ver mais

A Tribo

A Tribo

Luciano Pires -

O texto de hoje é um baita merchandising. Mas necessário…

Quando o homem pré-histórico desceu das árvores, reuniu-se em grupos, o que era mais seguro do que aventurar-se sozinho em meio às feras que naquela época comiam a gente. E os primeiros grupos logo evoluíram, transformando-se em tribos que freqüentamos até hoje.

Estar numa tribo dá a sensação de pertencimento, de proteção, de apoio. Dá o prazer de dividir com outras pessoas gostos e opiniões. Dá oportunidade para aprendizado. Por isso a maioria das pessoas precisa viver em tribos, conectadas. Com o surgimento da internet esse conceito de “conexão” assumiu proporções nunca antes imaginadas.

Mas uma tribo não é só a conexão entre seus membros. Para ser uma tribo esses membros devem estar conectados a um líder, que não é necessariamente um chefe dando ordens, mas alguém que influencia as escolhas. Por exemplo, se você é um fã incondicional do Gugu Liberato, todo domingo está firme assistindo o programa dele, telefonando para participar, sendo membro da comunidade do Gugu no Orkut e comprando os produtos que ele anuncia, você faz parte da tribo do Gugu. Está conectado aos outros membros da tribo e ao líder: Gugu. O Gugu nem sabe que você existe, mas exerce uma influência sobre você e o grupo. É ele quem apresenta o programa, escolhe as atrações e conduz o conteúdo dominical que você tanto aprecia. Ele influencia no mínimo a escolha que você faz sobre que destino dar a seu tempo livre: assistir o programão de domingo!

Então: tribos são grupos de pessoas conectadas entre si e conectadas a um líder. Mas tem mais: a tribo também deve estar conectada a uma idéia comum. Um propósito. A tribo da turma de corrida no parque, por exemplo, tem um propósito comum: qualidade de vida através do bem estar físico.

Então ficamos assim: tribos são grupos de indivíduos conectados entre si, conectados a um líder e compartilhando um propósito comum. O que determina o valor de uma tribo é a qualidade das conexões e dos relacionamentos entre seus membros. Quanto mais participativos, mais colaborativos, mais interessados em compartilhar conhecimentos são os membros, mais ricas serão as oportunidades de aprendizado e mais capacidade de fazer acontecer a tribo terá.

E o papel do líder é facilitar essas conexões, nutrir esses relacionamentos, facilitar a comunicação entre os membros da tribo. Se for bem sucedido, a tribo crescerá e conquistará o que todos buscam: progresso.

Bem, você que lê meus artigos semanais, mesmo sem perceber, faz parte de uma tribo com um propósito comum: combater o emburrecimento que toma conta do Brasil. Mas para ser efetiva, nossa tribo precisa ampliar suas conexões. Por isso faço um convite: visite o www.portalcafebrasil.com.br e cadastre-se em nossa comunidade. Vamos turbinar nossas conexões e relacionamentos. É assim que evoluímos.

Se você acha que o trabalho que estamos fazendo vale a pena, arregace as mangas. O esforço é mínimo e a recompensa é grande. Mais que isso: você terá a oportunidade de passar de leitor passivo a participante ativo. Não é isso que interessa?

Luciano Pires