Artigos Café Brasil
Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

A selhófrica da pleita
A selhófrica da pleita
Isca intelectual de Luciano Pires tratando do nonsense ...

Ver mais

Freestyle
Freestyle
Isca Intelectual de Luciano Pires dizendo que quando ...

Ver mais

575 – As horas
575 – As horas
Quem segue o Café Brasil sabe da fascinação que temos ...

Ver mais

Café Brasil Curto 20 – Acho por acho
Café Brasil Curto 20 – Acho por acho
Não queira ser mestre sem antes ser discípulo.

Ver mais

Café Brasil Curto 19 – Mudar por discurso?
Café Brasil Curto 19 – Mudar por discurso?
Aceitemos a luz. E paremos com essa bobagem do "sempre ...

Ver mais

574 – Os agoristas
574 – Os agoristas
Café Brasil 574 - Os agoristas. Vivemos no presente, ...

Ver mais

LíderCast 077 Waldey Sanchez
LíderCast 077 Waldey Sanchez
LíderCast 077 – Waldey Sanches - Waldey Sanches é um ...

Ver mais

LíderCast 076 Raquel e Leo Spencer
LíderCast 076 Raquel e Leo Spencer
LíderCast 076 – Raquel e Leo Spencer – A Raquel e o ...

Ver mais

LíderCast 075 Renato Seraphin
LíderCast 075 Renato Seraphin
Renato Seraphin é presidente da Albaugh, uma empresa do ...

Ver mais

LíderCast 074 Camila Achutti
LíderCast 074 Camila Achutti
LíderCast 074 – Camila Achutti é uma jovem e muito bem ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

37 não é febre
Tom Coelho
Sete Vidas
“Nada mais comum do que julgar mal as coisas.” (Cícero)   “Filha, leve um agasalho, pois vai esfriar.” “Querido, lembre-se de seu guarda-chuva; parece que vai chover…” “Não vá tomar ...

Ver mais

Lições de viagem 10
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Lições de viagem 10 Itália  Penso che un sogno così non ritorni mai più mi dipingevo le mani e la faccia di blu poi d’improvviso venivo dal vento rapito e incominciavo a volare nel cielo ...

Ver mais

Gente do bem
Tom Coelho
Sete Vidas
“Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.” (Romanos, 12:21)   Em meio ao trânsito desordenado, um motorista gentilmente cede-me passagem. Visito um ex-professor na faculdade ...

Ver mais

Homenagem aos Economistas 2017
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Homenagem aos Economistas 2017 Memoráveis citações “Quando foi criada a Faculdade de Ciências Econômicas da USP, em 1945, eu decidi fazer Economia. Fiquei muito feliz com a Economia, me ajustei ...

Ver mais

A Sociedade Desconfiada

A Sociedade Desconfiada

Luciano Pires -

Logo após a reeleição de Lula, seu marqueteiro João Santana foi perguntado sobre a deseducação do eleitor quando a campanha do PT afirmou que a privatização é algo ruim. Santana respondeu assim: ”Não quero questionar como foram feitas as privatizações no governo FHC, mas o fato é que ficou, na cabeça das pessoas, como se algo obscuro tivesse ocorrido. Foi erro de comunicação do governo FHC, que poderia ter vendido o benefício das privatizações de maneira mais clara. (…) Eu trabalho com o imaginário da população. Em uma campanha, nós trabalhamos com produções simbólicas.”

O resultado dessas “produções simbólicas” foi este: durante a campanha de Lula para a reeleição a propaganda do PT falava dos benefícios da privatização da telefonia enquanto o candidato Lula ameaçava:

– Cuidado! Se o Alckmin ganhar ele vai privatizar mais empresas!

Curioso… O resultado da privatização é bom, mas privatizar é ruim, sacou?

Durante dez anos as “produções simbólicas” petistas venderam a idéia de que a privatização da telefonia foi um negócio escuso. Portanto todas as privatizações – as tais “privatarias”- teriam sido negociatas.

Pois bem. No dia 4 de Março de 2009, dez anos depois da privatização da telefonia no Brasil, o juiz Moacir Ferreira Ramos, da 17ª Vara Federal de Brasília, absolveu os integrantes do primeiro escalão do governo FHC da acusação de terem beneficiado empresas privadas no processo de privatização. O juiz entendeu que as autoridades atuaram para valorizar o bem público. E na sentença ainda deu uma dura nos petistas – liderados por Mercadante e Berzoini – que entraram com a ação contra os responsáveis pelo processo de privatização: “Ora, se havia a preocupação com a apuração destes fatos, por que esses nobres políticos não interferiram junto ao governo atual, ao qual têm dado suporte, para que fosse feita a investigação dessas denúncias que apontaram na representação?”

Agora fala a verdade você acredita na sentença desse Juiz? Comentei o assunto com vários conhecidos e todos fizeram cara de paisagem. Um deles deu uma gargalhada. Disse que só tucanos ou ignorantes pra acreditar nessa história. Afirmou que não se pode confiar na Justiça brasileira, que ela inocentou Collor, Quércia e tantos mais. Que o Dantas saiu da cadeia. Que é só uma questão de preço.

Para meu amigo, não tem discussão: no Brasil a Justiça só funciona quando condena.

A conclusão é triste: ninguém acredita mais em coisa alguma. E essa situação é culpa de quem? Você tem dúvidas? É claro que é das instituições: Executivo, Legislativo e Judiciário – que têm se esmerado em sujar suas reputações com atitudes e decisões cada dia mais escandalosas.

Nossos três poderes estão criando uma sociedade desconfiada. E sabe onde pega? Numa sociedade baseada na desconfiança, todo mundo é culpado.

Inclusive você.