Artigos Café Brasil
Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

631 – O valor de seu voto – Revisitado
631 – O valor de seu voto – Revisitado
Mais discussão de ano de eleição: afinal o que é o ...

Ver mais

630 – Outra Guerreira – Simone Mozilli
630 – Outra Guerreira – Simone Mozilli
Este é outro Café Brasil que reproduz na íntegra um ...

Ver mais

629 – Gramsci e os Cadernos do Cárcere
629 – Gramsci e os Cadernos do Cárcere
Essa aparente doideira que aí está não é doideira. É ...

Ver mais

628 – O olhar de pânico
628 – O olhar de pânico
Aí você para, cansado, desmotivado, olha em volta e se ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
LíderCast 124 – Sidnei Alcântara Oliveira
Segunda participação no LíderCast, com uma história que ...

Ver mais

LíderCast 123 – Augusto Pinto
LíderCast 123 – Augusto Pinto
Empreendedor com uma história sensacional de quem ...

Ver mais

LíderCast 122 – Simone Mozzilli
LíderCast 122 – Simone Mozzilli
Uma empreendedora da área de comunicação, que descobre ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Júlio de Mesquita Filho e a contrarrevolução cultural
Jota Fagner
Origens do Brasil
A ideia de concentração hegemônica não é exclusividade de Gramsci, outros autores de diferentes espectros ideológicos propuseram caminhos parecidos. Júlio de Mesquita Filho é um deles É preciso ...

Ver mais

Imagine uma facada diferente
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Imagine Fernando Haddad sendo vítima de uma tentativa de assassinato. Por um ex-militante do DEM ou do PSL, no mesmo dia em que Bolsonaro quase morreu pelas mãos de um ex-PSOL. Primeiramente, os ...

Ver mais

Uma discussão sobre inteligência artificial na educação
Mauro Segura
Transformação
Uma discussão sobre os benefícios que as novas tecnologias podem trazer para a educação brasileira. Mas será que estamos preparados para isso?

Ver mais

A burocracia e a Ignorância Artificial
Henrique Szklo
O Estado brasileiro, desde 1500, tem se esmerado em atravancar qualquer mecanismo da administração pública com um emaranhado de processos burocráticos de alta complexidade, difícil interpretação ...

Ver mais

Cafezinho 107 – O voto proporcional
Cafezinho 107 – O voto proporcional
Seu voto, antes de ir para um candidato, vai para um ...

Ver mais

Cafezinho 106 – Sobre fake news
Cafezinho 106 – Sobre fake news
Fake News são como ervas daninhas, não se combate ...

Ver mais

Cafezinho 105 – Quem categoriza?
Cafezinho 105 – Quem categoriza?
Quem define e categoriza o que será medido pode ...

Ver mais

Cafezinho 104 – A greta
Cafezinho 104 – A greta
Dois meio Brasis jamais somarão um Brasil inteiro.

Ver mais

A Muvuca

A Muvuca

Luciano Pires -

Depois de assistir pela televisão os últimos acontecimentos político-carnavalescos, dormi mal. E tive um sonho que quero compartilhar com você. Conforme eu for descrevendo, tente imaginar a cena…
.
No ano passado participei de passeatas contra a corrupção na Avenida Paulista. Na primeira vez, éramos cerca de 3 mil pessoas. Na segunda, talvez umas mil. E da terceira eu nem soube. Um fiasco. Ninguém parece interessado em mobilizações contra a corrupção. Em meu sonho, um grupo decidiu recorrer a quem sabe juntar gente. E surgiu a primeira Marcha GLS-Evangélica Contra a Corrupção!
Usando o poder de mobilização daquela turma, o grupo reuniu 6 milhões de pessoas na Paulista, gritando contra a corrupção!
A ala GLS reuniu-se em frente à boate “The Week” e subiu a Augusta. Eram 23 trios-elétricos tendo à frente Alexandre Frota e Marta Suplicy, com o grito de guerra:
– Relaxa! E goza!
O grupo GLS entrou na Paulista e seguiu em direção ao Parque Trianon, enquanto o grupo evangélico veio lá das bandas do Jabaquara. Eram outros tantos trios elétricos entoando hinos gospel. À frente, a coligação Edir Macedo-R.R. Soares com o grito de guerra:
– Em nome! Do Senhor!
E então os dois grupos se encontraram em frente ao Masp. Sob os olhares desconfiados dos evangélicos, a turma colorida entrou em êxtase aos primeiros acordes de “I will survive”, com Gloria Gaynor. E metade da Paulista explodiu aos gritos de:
– Bibas! Unidas! Jamais serão vencidas!
Os líderes dos dois grupos se revezavam em discursos inflamados:
– Corrupção, que nojo! – gritou Isabelita dos Patins.
– Contra a corrupção, deposite cinqüentão! – suplicou o bispo Macedo.
Seis milhões de brasileiros, brasileiras e derivados unidos contra a corrupção! Mas a coisa esquentou mesmo quando uma biba reconheceu um bofe na turma de lá.
– O quêêê? Fazendo o quê desse lado, querida?
– Pastor, que é issoooo?
– Ah, sei lá. Sai desse corpo, Satanás! Ele não te pertence!
– Ai… Pertence sim. Comprei tudinho, ó…
Um pote de purpurina é arremessado na testa do pastor quando o sistema de som anuncia a chegada do senador Eduardo Suplicy para cantar “Blow in the wind”.
– Senador, não é “Blowing”?
– É. Mas fiz uma adaptação… Marta, querida! Como vai você?
– Ah, Eduardo, por enquanto tô relaxando… E você? Tá fazendo o quê aqui?
– Sou evangélico! Sou evangélico!
E então os presentes assinaram a “Carta do Trianon”. Um documento GLS-Evangélico pedindo o fim da corrupção, a prisão dos criminosos e a limpeza ética no Senado. Com seis milhões de assinaturas, o manifesto não passaria em branco pelo Congresso. Por iniciativa do deputado Clodovil, uma caravana com representantes dos dois grupos foi para Brasília entregar o documento em mãos para o presidente do Senado.
E foi então que aconteceu…
A caravana GLS-Evangélica encontrou uma outra caravana, do MST. Bíblias, purpurina, lantejoulas, enxadas, foices, bonés vermelhos e um empurra-empurra daqueles…
– Que é isso, tchê? – disse o Stédile.
– Volta pro mar, oferenda! – exclamou uma drag queen.
– O sangue do Senhor tem poder! – bradou o pastor.
No plenário, um senador cabeludo interrompe o inflamado discurso de Mão Santa sobre o Senado da Roma Antiga e anuncia:
– Senhores, tá a maior muvuca lá fora! Tem um grupo de gays, lésbicas, travestis, simpatizantes, evangélicos e sem-terra aí pra falar com a gente!
Todos olham imediatamente para Renan Calheiros. E o honrado senador, fechando os olhos e fazendo biquinho, balança a cabeça como quem nega e diz:
– Abissolutamente!


E então eu acordei. Ou não ?