Artigos Café Brasil
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 719 – Licença poética
Café Brasil 719 – Licença poética
Quem me acompanha há muitos anos sabe que tive um amigo ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Olha, este é outro daqueles programas de sonho, ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Eu acho que você já deve ter sido questionado sobre ...

Ver mais

Café Brasil 718 – No lugar do outro
Café Brasil 718 – No lugar do outro
É nos momentos de tempestade, de crise, quando não há ...

Ver mais

LíderCast 201 – Marco Piquini
LíderCast 201 – Marco Piquini
Ex-executivo da Fiat, um profissional de comunicação, ...

Ver mais

LíderCast 200 – Marcio Ballas
LíderCast 200 – Marcio Ballas
Apresentador de televisão, ator e palhaço profissional. ...

Ver mais

LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
Empreendedor, fundador da Ramper, uma conversa ...

Ver mais

LíderCast 198 – Hélio Contador
LíderCast 198 – Hélio Contador
Ex-executivo de grandes empresas do setor automotivo, ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Produtividade é a arte de dizer NÃO!

Ver mais

A atualidade de Malthus
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A atualidade de Thomas Malthus “O famoso contraste que Malthus estabeleceu entre as duas espécies de progressões – o aumento geométrico da população e o crescimento aritmético da produção de ...

Ver mais

QI, educação e literatura
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O QI médio em praticamente todos os países do mundo cresceu muito nos últimos 100 anos.   Na Alemanha e nos EUA, o crescimento do QI médio foi de mais de 30 pontos. No Quênia e na Argentina, foi ...

Ver mais

Perfeccionismo só é defeito quando mal utilizado
Henrique Szklo
Iscas Criativas
Ao ser questionada sobre quais são seus defeitos, muita gente coloca, envergonhadamente, o perfeccionismo como um dos mais tóxicos, como está na moda dizer. Muitos, inclusive, culpam este ...

Ver mais

A economia criativa pode ser essencial para o pós-pandemia?
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A economia criativa pode ser essencial para o pós-pandemia? “… as crises econômicas inevitavelmente dão origem a períodos críticos em que uma economia é refeita para que possa recuperar-se ...

Ver mais

Cafezinho 285 – O Buraco Negro
Cafezinho 285 – O Buraco Negro
A única resposta é: “O senhor tem de aguardar”.

Ver mais

Cafezinho 284 – A polarização de araque
Cafezinho 284 – A polarização de araque
Assistir a rinha de galos diária tem o mesmo efeito que ...

Ver mais

Cafezinho 283 – COVID 20
Cafezinho 283 – COVID 20
Precisamos reconhecer quem fez um bom trabalho e punir, ...

Ver mais

Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Passada a pandemia, teremos de ser ainda mais ...

Ver mais

A imperfeição do perfeito

A imperfeição do perfeito

Luciano Pires -

Recentemente escrevi um texto falando do Tico e do Teco empresarial: o Transtorno da Incompetência Compulsiva Obsessiva e o Transtorno da Excelência Compulsiva Obsessiva. Dois extremos de um mesmo problema: a incompetência empresarial. O conceito agora faz parte de minha nova palestra “Gente Criativa, Empresas Lucrativas”, na qual exercito algumas reflexões incômodas sobre como – num mundo em transformação – continuamos repetindo processos ultrapassados e comprovadamente ineficientes.

Na palestra monto o gráfico do Tico e Teco, que demonstra como a coisa acontece: toda empresa começa com o Tico, absolutamente incompetente, e vai aos poucos melhorando. Os funcionários vão se familiarizando com os processos, investimentos em equipamentos e pessoas são feitos e as coisas evoluem. Logo a empresa começa a se tornar competente e na busca por mais competitividade, implementa novos procedimentos. Chegam as Isos, QSs, Prêmios da Qualidade e dezenas de sistemas criados para controlar, comandar e garantir a qualidade. Os resultados aparecem! Inebriadas pelo sucesso as lideranças não percebem que atingiram o ponto de equilíbrio e querem mais! Investem em mais gente, mais processos, mais burocracia, controles, controles, controles. Nasce a sociedade da estabilidade, avessa a turbulências, a sustos, a imprevistos. Até chegar ao Teco: de tão excelente a empresa se torna incompetente…

Parece uma loucura, não é? Afinal, excelência e incompetência são incompatíveis! Pois é. Mas “incompatibilidade” é um conceito relativo quando se lida com seres vivos. E o Teco cria vida! Acredite: os processos agigantados e cada vez mais complexos ganham vida própria e a burocracia atinge níveis absurdos, transformando as pessoas em meras engrenagens. É quando surge um fenômeno curioso: torna-se cada vez mais difícil encontrar a raiz dos problemas no emaranhado de responsabilidades, interdependências e burocracia.

O grande sistema super-ultra-mega competente ganha vida própria e passa a se proteger, a se reproduzir, tem dores, tem febre, espirra e tem humores. E o inexplicável acontece: a empresa-símbolo de qualidade despenca com problemas de qualidade.

A saída? O grande escritor Rubem Alves deu a pista: “Rotinas e repetições paralisam o pensamento. Inteligência se alimenta de desafios. Sem desafios ela murcha, encolhe. O conhecimento só se inicia quando o familiar deixa de ser familiar, quando nos espantamos diante de um enigma. É no espanto que o pensamento começa”.  

Rubem está dizendo que se seu trabalho é uma rotina, não existe mais inteligência nele. Se sua vida é uma rotina, não existe mais inteligência nela. E rotina é tudo o que quer nossa sociedade da estabilidade, que não admite o espanto.  

Desenvolvemos a inteligência para criar os processos, mas somos fracos na inteligência para implementar e – principalmente – conduzir os processos. Buscando obsessivamente a estabilidade, tentamos reduzir a complexidade de nossas a vidas a números. Criamos roteiros-padrões perfeitos que entregamos a seres humanos imperfeitos, que não tem capacidade de julgamento e tomada de decisão para perceber as imperfeições do perfeito. 

Gente assim não conduz processos. É conduzida por eles.