Artigos Café Brasil
O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Café Brasil 613 – Biologia política
Café Brasil 613 – Biologia política
E aí? Você é de direita ou de esquerda? Se incomoda com ...

Ver mais

612 – O Efeito Genovese
612 – O Efeito Genovese
Em 1964, Kitty Genovese foi assassinada em Nova York. ...

Ver mais

611 – Momentos felizes
611 – Momentos felizes
Felicidade não existe. O que existe na vida são ...

Ver mais

610 – Abre-te Sésamo
610 – Abre-te Sésamo
Abre-te Sésamo é a frase mágica do conto de Ali-Babá e ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Hoje conversamos com Lucia Bellocchio, uma jovem ...

Ver mais

LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 - 106 - Hoje conversamos com Labi ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Interpretações do Brasil X – As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Interpretações do Brasil X As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo “Bons jogos dependem mais de boas regras do que de bons jogadores.” James Buchanan  Considerações iniciais A ...

Ver mais

O que aprender quando o futuro já era
Mauro Segura
Transformação
A minha experiência no ano passado mostrou que a história de viver cada dia como se fosse o último é uma baboseira. Aprendi que eu não preciso ter planos mirabolantes para ter uma vida digna, ...

Ver mais

MInha culpa é sua, camarada!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A tragédia do edifício que pegou fogo e desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo, desvendou mais um bem bolado golpe; e golpe, novamente, travestido de “movimento social”: A máfia das invasões ...

Ver mais

O domínio esquerdista na dramaturgia brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Hoje, não há qualquer ameaça ao domínio da esquerda nas novelas, filmes, séries, teatro, programas de TV, jornalismo. Por isso a reação agressiva quando alguma obra fura a ditadura cultural.

Ver mais

Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Não interessa determinar o que é verdade e o que é ...

Ver mais

Cafezinho 72 – Fake News 1
Cafezinho 72 – Fake News 1
Quem julga o juiz?

Ver mais

Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Reenquadre o otário e ele vira ouro. Reenquadre a ...

Ver mais

Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
O comportamento de quem vê algo errado e nada faz a ...

Ver mais

A Fórmula da Satisfação

A Fórmula da Satisfação

Luciano Pires -

Em minhas palestras apresento a FÓRMULA DA SATISFAÇÃO, que é uma forma divertida de falar sobre a relação entre expectativa e desempenho. Se você quiser conhecer a fórmula em detalhe, acesse

Mas essa “fórmula”, de fórmula só tem a pinta. Na verdade é um roteiro que não garante a satisfação, mas dá uma perspectiva de como devemos agir para gerenciar as expectativas, coisa que fazemos muito mal.

Vamos à fórmula: Sa = De – Ex, onde “Sa” é satisfação, “De” é desempenho e “Ex” é expectativa. Satisfação é igual a desempenho menos expectativa. Quando o desempenho é maior que a expectativa, a satisfação é positiva. Quando o desempenho é menor que a expectativa, a satisfação é negativa. Tão óbvio que dói.

E dou o exemplo: fui num boteco e pedi a caipiroska que gosto, com vodka Stolichnaya. O garçom gentilmente disse: “não temos”. Pedi então uma das vodkas populares, mas emendei: “quero com lima da pérsia”. E o garçom, mais uma vez: “não temos”. Então vai com limão mesmo.

Esperei minha caipiroska de vodka popular com limão. Cinco minutos depois o garçom chega com uma garrafa de vodka Stolichnaya e um copo com lima da pérsia. Fui surpreendido pelo desempenho do garçom, muito acima das minhas expectativas! Mas espera um pouco… Se eles tinham tudo o que eu havia pedido, por que o garçom disse que não tinha?

Para jogar minhas expectativas para baixo, ué!

O garçom gerenciou minhas expectativas, tornando-as muito menores que sua capacidade de desempenho. Se ele tivesse simplesmente trazido o que eu havia pedido, não teria feito nada mais que a obrigação. Mas ao prometer menos e entregar mais, tornou-se o herói da noite.

Gerenciamento de expectativas é o nome do jogo.

Agora vamos lá. Nos últimos anos criou-se uma expectativa de que o Brasil estava blindado contra as crises internacionais; assumimos compromissos com Copa do Mundo e Olimpíadas, que seriam as melhores da história; criamos estatisticamente uma classe média em ascensão; inauguramos pedras fundamentais a torto e direito; o pré-sal surgiu como a chave do paraíso; prometemos creches, aeroportos, portos, estradas e mais uma infinidade de investimentos; incentivamos as pessoas a consumir; “pacificamos” áreas sob domínio de traficantes em inesquecíveis shows televisivos; criamos um bilionário brasileiro que anunciou que seria o maior do mundo; elaboramos planos mirabolantes que transformariam o Brasil numa potência mundial. Conosco ninguém pode! E a turma acreditou, aqui e no exterior.

Mas mesmo que muitas coisas tenham melhorado, a expectativa criada foi muito maior que o desempenho. As promessas não foram cumpridas, os benefícios não se fizeram sentir… Frustração. Satisfação negativa. E os prometedores começaram a amargar quedas de popularidade como nunca antes neste país.
É tão óbvio…

Satisfação é igual a desempenho menos expectativa. E o marketing, Vossa Excelência, só cria expectativas.

Luciano Pires