Artigos Café Brasil
Terezinha de Santana
Terezinha de Santana
Isca Intelectual de Luciano Pires propondo uma reflexão ...

Ver mais

O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Viajar perdeu a graça
Raiam Santos
O título chamou a atenção né? Pô, Raiam… viajar não era a melhor coisa do mundo? Depende! Meu trabalho aqui nesse site é desconstruir mitos. Já desconstruí a “empresa” do filho ...

Ver mais

O lado negro de fazer networking
Raiam Santos
Esses dias, eu tava assistindo uma entrevista entre o Brian Johnson do site Philosopher’s Notes e o Cal Newport. Cal Newport é um PhD pica das galáxias formado no MIT que hoje dá aula de ...

Ver mais

Assuma o Brasil de vez
Adalberto Piotto
Olhar Brasileiro
Isca intelectual de Adalberto Piotto, No Brasil, tem coisas que só acontecem no Brasil.

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

A Compra

A Compra

Luciano Pires -

O assunto é sério. Juro que tentei. Mas não agüentei… Reunião de emergência no Departamento de Compras do Ministério. Sobre a mesa dezenas de pênis de borracha. Pequenos, médios e grandes. Rosas, brancos, negros, vermelhos e lilás. Com pilha e sem pilha. Com pelo e sem pelo. Começa a reunião.

– Muito bem, precisamos escolher o modelo de pênis de borracha para os kits de educação escolar. Como é só para colocar o preservativo, não precisa de frescura. Portanto esses que vibram podem ser descartados.


– Ah, chefe e esse com pêlos podemos descartar. É muito feio.

– Que tal este branco?



– Hummmm…. Branco, não sei. Vão dizer que é racismo.



– Bem, então que tal aquele pretão ali?



– Não. É assustador!



– Aquele mulatinho?



– Não. Não pode ter nenhuma cor que se identifique com questões raciais.



– Vamos com o vermelho?



– É de índio.



– O amarelo?



– Japonês!



– O azul.



– Azul? Pênis azul? Onde já se viu? Vai parecer que tá doente, pô!



– Bom só se for incolor. Transparente.



– Tem?



– Tem. Tá aqui ó.



E o vendedor tira da mala um pênis de trinta e cinco centímetros. Todo mundo arregala os olhos. Dona Rosa grita:



– Quiquié isso!



– Olha, todos os outros nós temos em tamanho pequeno, médio e grande. Mas o transparente só tem neste tamanho aqui, que a gente chama de “êxtase”.



– É…tá me parecendo meio…excessivo…



– Eu gostei!



– Dona Rosa, o que é isso? A senhora é casada há trinta anos!



– Por isso mesmo. Eu gostei!



– Bem, não podemos escolher por gosto pessoal. A questão aqui é técnica. Alguém tem alguma sugestão?



– Chama o Ministro!



– Bom, o tamanho tem que ser 16 centímetros.



– Quem disse?



– Chefe, isso é estatístico! É a média do brasileiro.



– Ah! (E todos reparam na expressão de tristeza do chefe…)



– E a cor tem que ser cor-de-rosa. 



– Cor-de-rosa? Mas logo rosa? Não é meio fresco?



– É que o rosinha é meio infantil, sabe? As crianças não vão estranhar.



– Como assim? Um bitelo desses pode ter qualquer cor que as crianças vão estranhar!



– É. Mas o cor-de-rosa vão estranhar menos.



– Eu gostei!



– Dona Rosa!



– Tá bom. Vamos lá. Precisamos de cinco mil pênis cor-de-rosa, com dezesseis centímetros de comprimento.



– E o diâmetro?



– Como assim? Que é que tem?



– Tem fino, médio e grosso!



– Você tá me tirando…



– É verdade!



– Ah, sei lá. Vai o médio mesmo.



– Tá bom. Cinco centímetros.



– Ah. (Nova expressão de tristeza…)



– Quanto vai custar isso?



– Olha, nessa quantidade tem desconto. Vejamos… Cinqüenta mil reais pelo lote.



– Tá saindo a dez reais cada um.



– É. Não está bom?



– To achando muito barato. São de borracha?



– Silicone! Olha só a consistência. Parece de verdade!



– E de onde vêm?



– Ué, da China!



– China? Pênis chinês?



– Que é que tem?



– Quando a imprensa descobrir vai cair matando! Tem que ser meidinbrazil!



– Ah, mas aí só de borracha. E piquinininho.
 



E naquela tarde chega ao Pronto Socorro um vendedor… digamos… “engasgado” com um objeto não identificado. De borracha.



– Ô loco, meu!



– É doutor… Ainda bem que é meidinbrazil…