Artigos Café Brasil
Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

A selhófrica da pleita
A selhófrica da pleita
Isca intelectual de Luciano Pires tratando do nonsense ...

Ver mais

Freestyle
Freestyle
Isca Intelectual de Luciano Pires dizendo que quando ...

Ver mais

571 – Fala sério
571 – Fala sério
Podcast Café brasil 571 - Fala Sério - Todo povo tem o ...

Ver mais

Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Que triste sina. Em vez de aprender com o passado, ...

Ver mais

Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Os vivos serão sempre, e cada vez mais, governados ...

Ver mais

570 – LíderCast 6
570 – LíderCast 6
Hoje apresentamos nosso elenco de convidados da ...

Ver mais

LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes está à frente da implantação ...

Ver mais

LíderCast 072 Oscar Maroni
LíderCast 072 Oscar Maroni
Oscar Maroni se identifica como “dono de uma empresa ...

Ver mais

LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa é um dos mais ferrenhos ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A Era da Integração
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu sou eu mais as minhas circunstâncias.” (José Ortega y Gasset)   Um dia você apanha um velho álbum de fotografias e começa a revisitar seu passado. Entre as imagens registradas nas fotos ...

Ver mais

Nas redes sociais, você é o que publica
Mauro Segura
Transformação
A facilidade e a displicência com que publicamos algo numa rede social são incríveis. As vezes publicamos coisas que não entendemos bem e nem temos consciência do impacto que causamos.

Ver mais

Abaixo a polícia, viva o bandido!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não, pára. Tudo bem que nós, viventes dessa nau dos insensatos chamada Brasil, estamos com o couro grosso de tanta asneira, e achávamos que discursos de Dilma seriam o ápice da fronteira entre a ...

Ver mais

O Festival de Besteira que Assola a Esquerda Brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Diante da condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, intelectuais, professores, artistas, estudantes e os demais suspeitos de sempre negam que Lula tenha cometido os crimes pelos ...

Ver mais

A Compra

A Compra

Luciano Pires -

O assunto é sério. Juro que tentei. Mas não agüentei… Reunião de emergência no Departamento de Compras do Ministério. Sobre a mesa dezenas de pênis de borracha. Pequenos, médios e grandes. Rosas, brancos, negros, vermelhos e lilás. Com pilha e sem pilha. Com pelo e sem pelo. Começa a reunião.

– Muito bem, precisamos escolher o modelo de pênis de borracha para os kits de educação escolar. Como é só para colocar o preservativo, não precisa de frescura. Portanto esses que vibram podem ser descartados.


– Ah, chefe e esse com pêlos podemos descartar. É muito feio.

– Que tal este branco?



– Hummmm…. Branco, não sei. Vão dizer que é racismo.



– Bem, então que tal aquele pretão ali?



– Não. É assustador!



– Aquele mulatinho?



– Não. Não pode ter nenhuma cor que se identifique com questões raciais.



– Vamos com o vermelho?



– É de índio.



– O amarelo?



– Japonês!



– O azul.



– Azul? Pênis azul? Onde já se viu? Vai parecer que tá doente, pô!



– Bom só se for incolor. Transparente.



– Tem?



– Tem. Tá aqui ó.



E o vendedor tira da mala um pênis de trinta e cinco centímetros. Todo mundo arregala os olhos. Dona Rosa grita:



– Quiquié isso!



– Olha, todos os outros nós temos em tamanho pequeno, médio e grande. Mas o transparente só tem neste tamanho aqui, que a gente chama de “êxtase”.



– É…tá me parecendo meio…excessivo…



– Eu gostei!



– Dona Rosa, o que é isso? A senhora é casada há trinta anos!



– Por isso mesmo. Eu gostei!



– Bem, não podemos escolher por gosto pessoal. A questão aqui é técnica. Alguém tem alguma sugestão?



– Chama o Ministro!



– Bom, o tamanho tem que ser 16 centímetros.



– Quem disse?



– Chefe, isso é estatístico! É a média do brasileiro.



– Ah! (E todos reparam na expressão de tristeza do chefe…)



– E a cor tem que ser cor-de-rosa. 



– Cor-de-rosa? Mas logo rosa? Não é meio fresco?



– É que o rosinha é meio infantil, sabe? As crianças não vão estranhar.



– Como assim? Um bitelo desses pode ter qualquer cor que as crianças vão estranhar!



– É. Mas o cor-de-rosa vão estranhar menos.



– Eu gostei!



– Dona Rosa!



– Tá bom. Vamos lá. Precisamos de cinco mil pênis cor-de-rosa, com dezesseis centímetros de comprimento.



– E o diâmetro?



– Como assim? Que é que tem?



– Tem fino, médio e grosso!



– Você tá me tirando…



– É verdade!



– Ah, sei lá. Vai o médio mesmo.



– Tá bom. Cinco centímetros.



– Ah. (Nova expressão de tristeza…)



– Quanto vai custar isso?



– Olha, nessa quantidade tem desconto. Vejamos… Cinqüenta mil reais pelo lote.



– Tá saindo a dez reais cada um.



– É. Não está bom?



– To achando muito barato. São de borracha?



– Silicone! Olha só a consistência. Parece de verdade!



– E de onde vêm?



– Ué, da China!



– China? Pênis chinês?



– Que é que tem?



– Quando a imprensa descobrir vai cair matando! Tem que ser meidinbrazil!



– Ah, mas aí só de borracha. E piquinininho.
 



E naquela tarde chega ao Pronto Socorro um vendedor… digamos… “engasgado” com um objeto não identificado. De borracha.



– Ô loco, meu!



– É doutor… Ainda bem que é meidinbrazil…