Artigos Café Brasil
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

652 – A realidade real
652 – A realidade real
Vivemos um tempo no qual muita gente tem dificuldades ...

Ver mais

651 – Era uma vez…
651 – Era uma vez…
A melhor forma de ensinar política para crianças – e ...

Ver mais

650 – A Espiral do Silêncio
650 – A Espiral do Silêncio
Temos um sexto sentido para perceber a tendência da ...

Ver mais

649 – Quando eu tiver 64
649 – Quando eu tiver 64
Fui dar uma olhada nos comentários dos ouvintes do Café ...

Ver mais

LíderCast 140 – Carlos Nepomuceno
LíderCast 140 – Carlos Nepomuceno
Doutor em Ciência da Informação, jornalista, escritor e ...

Ver mais

Vem aí a Temporada 11 do LíderCast
Vem aí a Temporada 11 do LíderCast
Está chegando a Temporada 11 do LíderCast!

Ver mais

LíderCast 139 – Nívio Delgado
LíderCast 139 – Nívio Delgado
De carinha do Xerox a Diretor Superintendente da maior ...

Ver mais

LíderCast 138 – Ricardo Abiz
LíderCast 138 – Ricardo Abiz
Empreendedor também, um pioneiro em diversas áreas de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

A vida é muito melhor com boechatividade
Henrique Szklo
Como a maioria dos brasileiros, fiquei consternado com a morte do jornalista Ricardo Eugênio Boechat. Não posso dizer que eu era exatamente um fã, mas como sob minha perspectiva, ele utilizou em ...

Ver mais

Noblesse Oblige
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não dá pra saber quem é pior: A autora da bobagem, orgulhosa de sua total falta de noção, ou quem a defende, alegando lutar contra uma misoginia tão falsa quanto a cara de pau do arrivismo ...

Ver mais

Venezuela, Reforma Previdência & Futuro PT
Carlos Nepomuceno
Resumo da Live: Assistir completa: Formação Digital Bimodal: Programa de Formação Bimodal Lives antigas: https://nepo.com.br/category/o-melhor-de-2019/lives-do-nepo-o-digital-na-politica/

Ver mais

Metade cheia do copo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Metade cheia do copo Um pouco de otimismo, pra variar  “A troca está para a evolução cultural como o sexo está para a evolução biológica.” Matt Ridley Em agosto do ano passado, a convite do ...

Ver mais

Cafezinho 151 – Chato à Bessa
Cafezinho 151 – Chato à Bessa
É impressionante ver como o mundo mudou.

Ver mais

Cafezinho 150 – O PAI
Cafezinho 150 – O PAI
No Brasil, imediato é longo prazo.

Ver mais

Cafezinho 149 – Nação, não governo
Cafezinho 149 – Nação, não governo
O Ministro da Educação anuncia que vai impulsionar o ...

Ver mais

Cafezinho 148 – Os Hostis
Cafezinho 148 – Os Hostis
Neste final de semana o Brasil parou para assistir a ...

Ver mais

A Cara Do Brasil

A Cara Do Brasil

Luciano Pires -

“Aqueles que desejam tratar política e moral separadamente, jamais entenderão nada sobre nenhum dos dois”. Quem escreveu isso foi Jean-Jacques Rousseau no século 18…
Você já refletiu sobre a forma como nossos políticos se comportam quando valores morais entram em conflito com interesses políticos?
A recente eleição na Câmara foi uma aula para quem conseguiu acompanhar o processo sem ferver o sangue. Vimos um mini Brasil em Brasília com os representantes do povo, ao vivo e em cores, atuando numa eleição cheia de intrigas, surpresas, traição, ameaças… Todos os ingredientes de uma boa novela, mas…será que aprendemos algo?
Vamos começar com uma definição, recorrendo ao dicionário. “Clero” significa classe sacerdotal, corporação de sacerdotes. Sacerdote é um ministro que, entre os antigos, oferecia vítimas à divindade; padre de qualquer religião; e no figurativ o que exerce profissão honrosa, elevada e nobre. Alguém, certamente inspirado pelos atributos “honra” e “nobreza”, designou os nobres deputados como “clero”. E um humorista criou o “baixo clero”, composto por deputados que não têm influência sobre as ações da câmara, sempre em segundo plano, sem aparecer na mídia.
Pois acabamos de assistir a chegada ao poder do baixo clero, na figura de Severino Cavalcanti, eleito presidente da Câmara de Deputados contra a vontade do governo.
Foi uma eleição atípica, com o objetivo de dar uma lição no governo. Um triste espetáculo de cinismo político, apoiado no princípio de que o fim justifica os meios. As credenciais do candidato, não importaram. Se fosse o Lacraia, seria eleito igual. Tudo para derrubar o PT. A política, pela política, para a política. Dane-se a nação, dane-se o projeto de reforma do país, danem-se eu, você e o bispo.
Assistindo às intervenções de Severino pela TV, senti-me no início dos anos 80, quando os coronéis pintavam e bordavam num Brasil ainda calado pela repressão e faziam da política um fim, não um meio.
Eles voltaram…
Aceite resignado, pois quem elegeu o “baixo clero” foi o mesmo, mesmíssimo povo que elegeu o Presidente da República. Mais que isso. Quem elegeu o Severino fui eu. Você. Seu sogro. Sua tia. Seu vizinho. Nós que votamos nos Deputados que votaram no Severino.
Por isso, dobre a língua quando você der de cara com a figura de Severino Cavalcanti sofrendo para articular uma frase que não assassine o nosso idioma ou para casar duas idéias numa só sentença. Engula a indignação quando ouvir o bravo Severino ressuscitando uma cara de pau digna dos tempos de Paulo Maluf e tripudiando sobre quem reclama do aumento obsceno de salários para os deputados.
Ele é o resultado da democracia pela qual lutamos durante anos e, como amadores, implementamos sem treinar os jogadores. A democracia que permite que um ex-operário seja eleito Presidente, dando uma lição ao mundo. A democracia que suporta uma Câmara de Deputados que é o retrato do país. Ou que é aquela que o país merece.
Afinal, em que tipo de solo você acha que brota a honestidade política? Só pode ser num solo adubado por uma cultura de tolerância, disciplina, solidariedade e justiça social.
O nosso solo é assim? Estou achando que não.
Severino Cavalcanti tem a cara do Brasil…